terça-feira, abril 11, 2006

ganharam os "coglioni"


Fotos: aljazeera.net

Vitória por um fio da L'Unione de Romano Prodi.
Foi só a meio da madrugada, mas valeu a pena esperar pelo resultado dos votos da emigração, pois foram eles que resolveram as eleições, pelo menos no que toca aos lugares no Senado.
Na Câmara dos deputados, Prodi venceu por apenas 25.000 votos (0,11%). No entanto, a Lei eleitoral criada por Berlusconi dá um prémio de maioria ao vencedor.
Mesmo que vença por um único voto, à coligação mais votada são automaticamente atribuídos 340 lugares, o que equivale a uma maioria absolutíssima numa câmara composta por 630 deputados .



Ao vencido, que neste caso foi a Casa delle Libertà do Cavaliere Berlusconi, resta contentar-se com 277 lugares.
A Lei Berlusconi vira-se contra o próprio criador e transforma 25.000 votos em milhões.
É a política à italiana, num país que vai certamente continuar muito dividido.

2 comentários:

Nicola disse...

fixe

Nicola disse...

Muito obrigado ao mitico Presidente Durao Barroso que foi entre os primeiros a ligar o seu amigo Prodi para dar os parabens e para fazer saber que tem todas as cartas em regras para durar 5 anos sem problemas.

Mas aqui em Italia nao è assim jà que o Berlusconi nao quere ligar o Prodi porque para ele nao è Presidente, jà que quere fazer um Governo de grande coaliçao como na Alemanha e tambem quere recontar todos os votos nulos e esto è constitucionalmente possible , mas vai demorar outro mes, assim que este Governo vai continuar em carga 2 meses mais para a eleiçao parlamentar do novo Presidente da Republica!

Se o "Caimano" (como è chamado no ultimo film de Nanni Moretti candidato a13David de Donatello!) nao pode ganhar que nao ganhe nenguèm outro. Esta foi a unica logica que tinha inspirado aquele louco regresso do proporcional (com 50 partidos que temos cada folha electoral parecia um cobertorio!) com premio de governabilidade em base regional ao Senado.
Era um ano que o Prodi trabalhava com os spin doctors do Partido Democratas dos EEUU(aqueles do Kerry) e com os seus colaboradores para o projecto da UNIONE, uma coligaçao que tinha de recolher todos os partidos de centro-ezquerda detras de um sò simbolo em estilo Partido Democratas americano e com um forte programa de reformas economicas e sociais(de 280paginas) apiamente condiviso de todos antes do voto.
Com o regresso do voto proporcional aparecerom outra vez os simbolos dos singolos partidos do centro-esquerda(dos quais os jovens italianos de centro-ezquerda nao gostam, porque lembra o velho e a divisao!) e desapareceu a chapa da UNIONE!
Alem disso foi pribido escrever a preferencia do candidatos por causa de "listas fixas" de candidatos ja predeterminadas dos partidos (sò cruz no simbolo!), assim que os singolos policos o simpatizantes locais nao fizeram mais capanha electoral nas praças e nos teatros como è de 50 anos que acontece e os partidos(com os seus bigs!) na TVs foram os novos protagonistas.
As praças vazias e a TV cheia de politicos a todas horas, como nos EEUU!!!
Mas na Italia a TV è tambem a casa do Berlusconi e o campo de jogo onde o "caimano" pode dar o melhor !!!

Italia è desde sempre a terra dos Guelfi e dos Ghibellini;
dos Capuleti e dos Montecchi e onde os Romeos e as Julietas sofrem muito, mas è tambem a terra onde o amor ao fim triunfa sempre...... esperamos!!!!

Para sber mais a nova moda è: www.invideoveritas.tk

Molto bello il tuo blog, e ottimo per imparare nuovo portoghese!!!

Ciao Nicola